At The Drive-In – Relationship Of Command (2000)

At The Drive-In – Relationship Of Command (2000)

PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

Tem uns discos que pegam diretamente no nervo, sem dó nem piedade, e Relationship of command é um deles. O terceiro álbum do At The Drive-In é, em todos os sentidos, uma paulada na minha moleira. Na física, na mental e na espiritual.

Em primeiro lugar, porque é explicitamente explosivo, carregado com energia suficiente pra por um monte de discos de ‘rock pesado’ miando baixinho, encolhidos num canto da sala com a cabeça entre as pernas; depois porque essa mesma energia visceral e urgente, própria da juventude, me pegou em cheio quando minha vida era exatamente assim, volátil e prestes a explodir, igualmente apaixonada e violenta.

Vinte e poucos anos de idade, universidade e o futuro todo pela frente, cabelo à Cedric e Omar, skate sob os pés sem destino específico, sempre rápido, sempre em frente. Festas insanas ao som de “One armed scissor”, dias e noites sem fim ao…

Ver o post original 130 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s